SÃO HERMIAS

 

Hérmias foi um soldado romano de Comana, no Ponto (atual Gumenek, na Turquia), que serviu durante o reinado do imperador Antonino Pio.

Gumenek e60402cec3884f85a2244a18127ce4d3-480x268

(Escavações em Gumenek, antiga Comana Pôntica, foto http://www.yapi.com.tr/haberler/komanada-antik-kilise_123346.html)

Segundo a tradição católica, Hérmias, ao dar baixa em serviço no Exército Romano, confessou que era cristão, motivo pelo qual ele foi preso e levado à presença de Sebastião, o Proconsul daquela província. O governador ordenou que Hérmias demonstrasse a sua lealdade ao imperador e ao Estado praticando o ritual de costume (normalmente, queimar incenso em um altar perante a efígie do imperador), o que foi recusado por Hérmias. Sebastião então ordenou que o soldado fosse torturado, suplício no qual a sua mandíbula foi quebrada e sua pele arrancada de sua face. Depois, Hérmias foi atirado em uma fornalha e, mesmo assim, após três dias desses terríveis tormentos, ele teria sobrevivido ileso às chamas.

Sebastião resolveu então convocar um mago, chamado Marus, para que envenenasse Hérmias. Porém, antes de tomar o veneno, Hérmias abençoou o recipiente com o sinal da cruz e bebeu, sem que nada lhe acontecesse. Vendo isso, o próprio Marus teria reconhecido o poder de Jesus Cristo e ele mesmo se converteu à fé cristã, sendo imediatamente decapitado por isso.

Inconformado, Sebastião ordenou que Hérmias fosse submetido a novo suplício, onde os seus olhos teriam sido arrancados, e, depois, ele foi atirado em um caldeirão de óleo fervente. Ainda  vivo segundo o incrível relato, Hérmias depois foi crucificado por três dias, durante os quais ele continuou dando graças a Jesus Cristo.

Furioso, Sebastião, então,  decapitou Hérmias com sua própria espada,  matando-o em 31 de maio de 160 D.C.

A fantástica estória de Hérmias parece prenunciar a de muitos outros soldados romanos cristãos que virariam santos católicos, tais como São Sebastião e São Jorge.

Hermias

Siga-nos no twitter @aulusmetelus e no facebook: página Histórias de Roma